Arin Ilejay conversou com a omaha.com

O baterista Arin Ilejay, concedeu recentemente uma entrevista para o site omaha.com antes da banda se apresentar hoje a noite em Omaha, TX, e falou sobre como está indo a nova turnê da banda, novo álbum, pausa na banda antes do lançamento de ‘Hail to the King‘, composição e mais…

Omaha.com :  Como está indo a turnê?

Arin Ilejay : Os shows tem ficado cada vez melhores. No palco, é a maneira mais fácil de tocar agora. Temos este novo conjunto, e temos que ficar confortáveis com os lugares para correr. Há muito mais fogo e mais perigo no palco.

Omaha.com : Houve algum susto?
Arin Ilejay :  Não é bem assim. No começo, os caras não iriam chegar perto da minha bateria. Entre mim, o resto do palco e os caras, não há essas grades no chão que tem fogos sendo atirados em uns 10 metros no ar. São paredes de fogo. Por um tempo, os caras nem sequer se sentem confortáveis ​​chegando perto da minha bateria. Eles não querem ficar tostados.
Temos até uma luz verde e luz vermelha no lado do palco. A luz vermelha significa : “Não suba em direção a minha bateria.”

Omaha.com : Avenged Sevenfold teve um ano de folga antes de fazer o “Hail to the King”. Será que todo mundo precisa de uma pausa?
Arin Ilejay : Sim. Todo mundo estava meio cansado. Alguns caras queriam algo como surfar. Shadows acabou de ter um bebê. Eu acabei de me casar. Todos nós saímos para fazer algumas das principais missões pessoais e voltamos bem sucedidos no final. Foi definitivamente um momento bem necessária fora a espécie de mergulho em que nós acabamos de fazer.
Depois, com a composição do álbum, nós colocamos tanto trabalho quanto possível. Todo mundo definitivamente tinha um bom tempo, e depois foi direto para o produção.

Omaha.com : Como é que vocês escrevem. Ele começa com um riff ou uma batida?
Arin Ilejay : É realmente um monte de conceitos materiais. Muito do que é feito, é sentado no estúdio. Todo mundo vem com a sua própria parte ou suas próprias coisas e, então juntamos. “Isso vai com isso. “, Ou ” Oh, não é isso que nós estamos querendo”

Omaha.com : Há uma grande influência do rock clássico em ” Hail to the King”. De onde é que isso veio?
Arin Ilejay : É uma evolução do que a banda quer. Muito disso tem a ver com crescer. Em uma idade jovem, eles queriam mostrar o seu interesse, e seu interesse estava profundamente no hardcore . Eles despertaram e disseram : “Vamos olhar para trás em nossas raízes. O que queremos fazer? Nós realmente queremos ser ouvidos por toda parte, e nós queremos tocar em qualquer lugar.” Então perguntamos : “O que os grandes fazem? Quais são as bandas que ainda estão em turnê hoje que nós tenhamos amado quando eramos crianças? “. E essas são bandas como Metallica e Iron Maiden. Avenged Sevenfold quer ser uma banda clássica, e nós queríamos fazer um álbum clássico que realmente explodisse.

Image


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s