Johnny Christ e M. Shadows conversaram com a revista finlandesa Demi

Em entrevista para o site da revista finlandesa Demi, M Shadows e Johnny Christ responderam questões sobre o novo disco ‘Hail to the King‘, seus fãs ao redor do mundo, críticas, a perda de The Rev, inspiração para compor e a razão pela qual M. Shadows deixou seu cabelo crescer :

avenged-sevenfold-sound-space-kroq

M Shadows – “Você sabe, eu sou um homem crescido. Eu não acho que seja uma coisa terrível” […]  “Os garotos de 15 anos de idade podem estar se perguntando sobre o meu cabelo . Eu não acho que os nossos fãs mais velhos estejam preocupados com ele” […] “Meu cabelo cresceu enquanto eu estava sentado no longo outono no escuro estúdio de gravação. Se fosse cortar meu cabelo, todo o trabalho e a boa sorte pareciam ir para o lixo.”

Sobre as críticas contantes com relação a mudança da banda em seu novo álbum, Johnny e Shadows responderam :

M Shadows – “Quando estamos fazendo um disco, não pensamos em nada que não seja o tipo de resultado que queremos”.

Johnny Christ – “Fazemos a música que queremos fazer”.

Sobre o novo som que a banda está buscando, diferente da época em que a banda apareceu no cenário underground da Orange Country, Shadows afirmou estar vendo o Avenged Sevendold assim como via seus artistas favoritos enquanto crescia :

M Shadows – “A música rebelde que senti quando eu estava crescendo, estou vendo em mim mesmo agora. Música agressiva oferece novas ideias para a fase da vida”

Sobre a banda e sua variedade de fãs ao redor do mundo, Shadows se disse orgulhoso :

M Shadows – “Estamos orgulhosos dos nossos fãs. Alguns fãs de 60 anos de idade, que cresceram com os Rolling Stones e querem ouvir uma nova abordagem para blues e rock. Então, há garotos de 16 anos de idade, que estão familiarizados e desejando pertencer a essa legião.”

Na entrevista, M. Shadows também falou sobre como foi para ele a perda de  The Rev :

M Shadows – “Ele estava mais perto de nós do que nossos próprios pais. Nós fizemos coisas juntos. Ele foi o cara que ajudou a sair de um problema em uma briga de bar, e com o qual fiz as músicas por toda nossa vida. No geral, a perda é simplesmente terrível.”

Sobre as abordagens nas letras da músicas (M. Shadows falou sobre os significados nas letras de Hail to The King para a Metal Hammer), M. Shadows falou a revista Demi :

“Nós cantamos sobre Deus e o diabo , como são compreendidos por todas os boas e más metáforas. Eu sei que muitos de nossos fãs acreditam neles, e muitos não.”

Confira também as entrevistas com M Shadows para as revistas ROCK ZONE, LA HEAVY, METAL HAMMER, e Johnny Christ para a revista REVOLVER ESPANHA


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s