Especial: 10 anos de City of Evil

Em 06 de junho de 2005, há exatamente dez anos atrás, o Avenged Sevenfold lançou seu terceiro disco de estúdio intitulado City of Evil. Descrito como o álbum que mudou definitivamente a estética metalcore e consolidou sua carreira, City of Evil trouxe a banda ao cenário hard rock, tendo entre suas principais influências nomes como Pantera, Metallica, Iron Maiden e Guns ‘N’ Roses.

O álbum segue a linha de metal melódico e foi classificado entre os melhores da década em seu gênero, além disso, foi responsável pela chegada da banda ao universo Mainstream, levando alguns dos seus principais títulos à lista dos 100 hits mais quentes da Billboard. No dia em que marcam exatos 10 anos de seu lançamento oficial, montamos um especial relembrando os momentos mais marcante na era do álbum. Confira:

a7x-1--large-msg-120283715991
Conferência de lançamento do City of Evil em Burbank, CA. Photo: Renan H
  • Produzido por Andrew Murdock, o álbum vendeu inicialmente cerca de 35,000 cópias em sua primeira semana de lançamento, fazendo a banda ocupar a 30º posição na parada dos 200 álbuns mais vendidos da Billboard. Em janeiro de 2006, a banda garantiu seu disco de ouro pelo sucesso de City of Evil, e em agosto de 2009, o álbum foi certificado como disco de platina pelos 1,5 milhão de cópias vendidas nos Estados Unidos e 2,7 milhões em todo o mundo.
  • Brian Haner (Papa Gates), pai do guitarrista Synyster Gates, teve participação nas gravações das guitarras adicionais e solo de violão em “Sidewinder”.
  • Em termos de críticas, City of Evil foi bem recepcionado por algumas das principais revistas de rock, recebendo 3  estrelas (de 5) da Rolling Stones, nota 8 (de 10) da Metal Hammer, 5 estrelas (de 5) da Kerrang! e nota 8,8 (de 10) da revista Ultimate Guitar.
  • City of Evil é o álbum que marca a passagem da banda do metalcore ao hard rock. Para Shadows, a banda buscou mostrar mais intensidade e conseguiu o resultado esperado com o disco, algo que não havia conseguido com os anteriores. Para Gates, City of Evil foi o álbum onde a banda foi capaz de gravar as músicas como ouviam em suas cabeças.
  • City of Evil alcançou a 30° posição na Billboard Top 200 Álbuns, lista dos 200 álbuns mais vendidos, impulsionado em parte pelo sucesso Top Ten do single “Bat Country”. 
thanks
Conferência de lançamento do álbum City of Evil em Burbank, CA. Photo: Renan H

Synyster Gates: “Obviamente, nós acreditamos que a combinação de diferentes elementos é uma maneira de desenvolver uma voz clara e distinta. É por isso que City of Evil é uma espécie de “f ** a-se” para tudo o que existe atualmente em metal moderno. Esse álbum foi sobre a criação do Avenged Sevenfold como uma banda que não poderia ser categorizada.”

  • Nos games, alguns dos títulos do álbum se destacaram nos jogos para consoles. A música “Beast and the Harlot” fez parte do jogo Burnout Revenge, de 2005. Um cover da música “Beast and the Harlot” foi lançado no para o Guitar Hero II, lançado em 2006, e a música original apareceu em Guitar Hero Smash Hits (2009) e Rock Band 3 (2010). A música “Blinded In Chains” fez parte do jogo Need For Speed: Most Wanted, lançado em 2005. A música “Bat Country” fez parte do Saints Row 2 (2008) da Volition Inc., NHL 06 (2005) da EA, Big Momma’s House 2 (2006) da 20th Century Fox e Guitar Hero: Warriors of Rock (2010) da produtora Activision e Rockband Blitz (2012).
  • No ano de 2006, na lista de fim de ano da Billboard, City of Evil se destacou na 152° entre os 200 discos mais vendidos na lista da Billboard.
  • Até o fim de 2010, foram totalizadas mais de 1,000,000 de cópias vendidas para o álbum City of Evil.
  • O álbum possui 5 singles lançados, sendo eles “Bat Country”, lançado em Outubro de 2006, Beast and the Harlot, lançado em Janeiro de 2006, Burn It Down, lançado em Junho de 2006, e “Seize the Day, lançado em Novembro de 2006.
  • Em janeiro de 2006, o City Of Evil ganhou o disco de ouro em decorrência dos singles Burn It Down e Bat Country, ambos lançados em 2005.
  • O primeiro videoclipe lançado foi “Burn it Down”, um vídeo promo com imagens de shows lançado em 04 de Maio de 2005. Em 6 de fevereiro de 2006 lançaram o clipe de Beast and the Harlot e pouco depois, o clipe de Seize The Day, que levou a banda a alcançar o topo de algumas das paradas mundiais.
  • Em 2006, a revista Guitar World elegeu City of Evil entre os 100 maiores álbuns com guitarra de todos os tempos, listado na 63º posição. Em 2013 e 2015, o álbum foi listado entre os 30 maiores ‘shred’ álbuns de todos os tempos, lista organizada pela revista para apresentar 30 grandes discos que mais impulsionam o limite de velocidade.
  • City of Evil é o segundo álbum mais vendido da banda até o momento, sendo superado apenas pelo álbum ‘Nightmare’, de 2010.
a7xes
Avenged Sevenfold posando com certificado de Ouro de City of Evil, em Agosto de 2009. Photo credit: A7XES.COM

Marketwired: “City of Evil é um exemplo brilhante de um artista mostrando suas raízes musicais, e investindo fortemente nelas. É um disco tem apelo universal: um som hard rock com uma sensibilidade punk rock, o tempo todo empurrando selvagemente as fronteiras musicais além das expectativas do ouvinte.”

  • Em sua tradicional lista com os melhores do período, a revista Metal Hammer elegeu os 15 melhores álbuns de 2005, listando City of Evil na 4° colocação, ao lado de nomes como Opeth e Judas Priest.
  • Em 2006, a banda venceu estrelas pop como Chris Brown, Rihanna e James Blunt no VMA, premiação anual da MTV americana. O clipe de “Bat Country” rendeu o prêmio de Best New Artist da noite, válido como “Artista Revelação”.
  • O single “Bat Country” foi inspirado em Fear and Loathing in Las Vegas (Medo e Delírio em Las Vegas), livro do jornalista e escritor Hunter S. Thompson. O título da canção foi retirada do livro onde Dr. Gonzo, um dos personagens, cita “We can’t stop here. This is bat country”.
  • A frase “He who makes a beast of himself gets rid of the pain of being a man”, citada pelo personagem Samuel Johnson, tem destaque na abertura da música/videoclipe do título, possuindo também algumas outras referências ao livro em sua letra.
  • City Of Evil também é marcado por homenagens. A música ‘Betrayed’ traz uma referência á Dimebag Darrel, ex-guitarrista da banda Pantera, morto em 2004. A canção ‘M.I.A’ – Missing In Action, foi escrita após M. Shadows conversar com seu amigo de infância que estava em guerra no Iraque. ‘Seize the Day’, um dos single da banda, foi uma canção escrita por M. Shadows com referência à sua esposa Valary DiBenedetto.
  • Em 26 de novembro de 2006, no dia do seu lançamento, o single “Bat Country” entrou nos Billboard Hot 100 Songs ocupando a 83° posição.
  • No ano de 2006, na lista de fim de ano da Billboard, “Bat Country” se destacou nas categorias Hot Alternative Songs (#21), Mainstream Rock Songs (#13).
  • Em 2012, o single “Bat Country” foi incluído na lista das 20 Melhores Músicas do Século 21, organizada pelo site Loudwire.
1280x720
Photo: Divulgação/ Metal Hammer

Synyster Gates:Nós tínhamos decidido que naquele álbum (City of Evil) íamos esquecer todo tipo de regra, parâmetro e linha a seguir, que íamos criar qualquer tipo e forma de música que quiséssemos, jogamos fora o livro de regras e escrevemos um álbum de que éramos, e ainda somos, muito orgulhosos. É um disco que se aventura bastante musicalmente falando e onde mergulhamos nos mais diferentes estilos, músicas que não tínhamos explorado previamente, e foi um bom momento para se fazer isso.”

  • Em 2006, o single “Beast and the Harlot” ocupou as posições n° 19 no Mainstream Rock (Billboard) e nº 44 no Single Chart (Official Chart UK).
  • Em janeiro do ano passado, o site Loudwire elegeu o single “Beast and the Harlot” entre os 10 melhores riffs dos anos 2000, ocupando a 7° colocação.
  • Segundo Shadows, o instrumental de “Beast and the Harlot” é uma desconstrução da música “March of Time” da banda Helloween.
  • Entre suas bases e influências, City of Evil traz como inspiração discos como Appetite for Destruction (Guns ‘N’ Roses), Keeper of the Seven Keys Part 1 (Helloween) e Six Degrees of Inner Turbulence (Dream Theater).
  • Citado como o disco que consolidou a carreira da banda, City of Evil também serviu como influência para discos de alguns nomes da cena atual, tais como Atreyu, Escape the Fate e Aiden.
  • Em julho de 2013, a revista Guitar World elegeu o álbum City of Evil entre os 100 Maiores Shred Álbuns de Todos Os Tempos, ocupando a 17° posição. O termo Shred, em muitos casos, é utilizado para o estilo de tocar guitarra dando ênfase à velocidade e técnica.
  • Em 2014, a banda passou pela Indonésia com a turnê asiática, recebendo o certificado multi-platinum pelos discos City of Evil, Waking the Fallen, Self-Titled e Hail to the King.
  • Em sua edição de março/2015, a revista turca Headbang! elegeu City of Evil entre os 100 Álbuns de Metal da História, ao lado de nomes como Iron Maiden, Judas Priester, Metallica, Black Sabbath, Pantera, AC/DC e Guns ‘N’ Roses.

Brian Haner sobre os 10 anos de City of Evil: “Há 10 anos atrás, City of Evil foi lançado. Tive a honra de tocar guitarra em várias canções – incluindo um solo acústico em Sidewinder. Eu tenho tocado em vários álbuns em minha vida – mas eu não posso pensar em um que esteja mais orgulhoso.”

Suzy Haner (esposa de Brian Haner) sobre os 10 anos de City of Evil: “Há 10 anos atrás, City of Evil do Avenged Sevenfold foi lançado. Tive a honra de cantar em MIA – Se você escutar poderá ouvir Val Sanders e eu cantando a parte alta. Acho que eles deveriam me chamar para cantar no próximo também!”

Em seu especial Staff Picks , que traz 9 álbuns favoritos que completam 10 anos em 2015, a edição 7 (Março – 2015) da revista The Prelude Press incluiu o álbum City of Evil em sua seleção:

“Se eu tivesse que resumir o álbum em uma palavra seria “perfeição”. Esses caras ressuscitaram um gênero morto com City of Evil e não pararam desde então. Ele vai entrar para a história como um dos melhores álbuns de metal de todos os tempos. Este álbum ajudou a moldar o que sou e agradeço a eles por esta obra-prima.”


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s